Buscar

CERRP dá dicas e alerta para os cuidados com os enfeites luminosos

Atualizado: 21 de Dez de 2020



Com o Natal chegando, é comum as pessoas fazerem uso de luzes para embelezar e iluminar residências, comércio, instituições e as ruas para as festas do final de ano. Porém como envolve eletricidade, a CERRP (Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto) dá dicas para os cuidados e utilização das lâmpadas e piscas-piscas dos enfeites natalinos.


A primeira delas é verificar as condições dos fios dos piscas-piscas e dos enfeites da decoração que envolve eletricidade. É preciso cuidado para não utilizar fios e cabos ressecados ou rompidos, o que pode ocorrer com material reutilizado de um ano para outro. Todo cuidado é pouco para se evitar curto-circuito e provocar danos no ambiente.


Outra preocupação é saber o estado das instalações elétricas antes de ligar qualquer enfeite natalino à tomada, verificando a capacidade e a resistência dos condutores, tanto da rede de energia quanto dos enfeites. É preciso saber se a potência dos enfeites é compatível com a carga elétrica instalada.


“Não se deve fazer nenhuma instalação elétrica sem conhecimento”, avisa o engenheiro eletricista Alexandre Sanches, do Departamento de Projetos da CERRP. “O correto é consultar sempre um profissional qualificado da área, para verificar todas as conexões e instalações. Uma fiação inadequada, somada a uma sobrecarga adicional, é causa comum de danos graves, como o superaquecimento, choques e até a queima da fiação elétrica e consequentemente a possibilidade de provocar incêndio na residência”.


Outra recomendação do engenheiro é para se evitar o uso do famoso e perigoso “benjamim”, multiplicador de tomadas também conhecido como “T de extensão”, que pode sobrecarregar a rede elétrica e acarretar acidentes ou defeitos aos equipamentos. “A probabilidade de ocorrer algo desagradável, com o uso desse tipo de adaptador, é grande”, avisa o engenheiro.


Deve-se evitar também fazer emendas de fios ou ligar os fios diretamente nas tomadas. Além de acidentes, podem gerar gastos desnecessários no consumo de energia elétrica. “Em uma instalação elétrica, o correto é separar os circuitos de maneira que cada um deles tenha sua proteção individual, os disjuntores, tornando assim a instalação segura e não comprometendo a fiação que proporciona o seu perfeito funcionamento”, explica o engenheiro Alexandre.


O ideal seria que os acessórios tivessem fusíveis de proteção para isolar a falha, em caso de curto circuito, sem afetar o circuito completo do ambiente.


Certificação do Inmetro


Outra recomendação simples, mas muito importante, é verificar se os enfeites são certificado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial). Essa certificação garante maior segurança, por assegurar que os equipamentos foram submetidos a vários testes antes de chegar ao mercado. Diz um ditado popular que o barato sai caro. Procure comprar os enfeites em lojas, onde os vendedores podem informar sobre a qualidade do produto que está sendo adquirido. E lembre-se de realizar as instalações do pisca-pisca sempre com ele desligado da tomada.


Ao comprar um enfeite novo, opte por produtos LED (Ligth Emitting Diode), que apesar de mais caros, duram mais, são mais resistentes e econômicos. Os cordões natalinos convencionais que utilizam filamentos incandescentes são de baixa eficiência e tem consumo de energia mais elevado.


Piscina e água


Não é recomendada a colocação dos enfeites próximos a piscinas ou em locais molhados. Energia e água requerem dupla atenção. Em áreas sujeitas a chuvas, deve-se atentar para a escolha dos modelos de luzes e piscas-piscas resistentes à água. Deve-se evitar, a todo custo, instalar a decoração natalina com mãos e pés molhados, dado o risco de choques elétricos.


É preciso também tomar cuidado redobrado com as crianças e animais próximos aos enfeites natalinos ligados à energia elétrica. Choque elétrico, dependendo da intensidade, pode ser fatal. E antes de sair do ambiente, não se esqueça de desligar da tomada os enfeites luminosos.


Distância segura


Para quem pretende decorar a fachada de sua residência ou estabelecimento comercial, é necessário ficar atento à distância com a rede elétrica de alta tensão da rua. A distância necessária segura da decoração com a rede de distribuição de energia é de extrema importância e requer cuidados.


Não subir em postes e árvores e não usar varas para pendurar enfeites próximos à rede elétrica, são algumas das recomendações feitas pela CERRP. Os enfeites também devem ser bem afixados nas fachadas dos prédios, de forma que não sejam arremessados, durante um vendaval, para a rede de alta tensão, podendo provocar curto-circuito e afetando o fornecimento de energia em toda a região.

  • Facebook Basic Black
  • Preto Ícone Instagram

© 2020 CERRP - Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento da Região de São José do Rio Preto - CNPJ: 46.598.678/0001-19